trabalho em equipe

Trabalho em equipe

Para falar de trabalho em equipe vamos revistar um clássico: o canal de Fluxo, proposto por Peter Scholtes em seu livro Manual do Líder de 1989.

trabalho em equipe

Para se alcançar a famosa zona de fluxo, em que o desempenho da equipe é máximo, leva-se tempo. Só se atinge tal padrão em uma equipe madura, na qual o poder da cooperação mostra-se muito alto e todos dominam e gostam do que fazem.

O trabalho do gerente no trabalho em equipe?

E qual o papel dos gerentes no desenvolvimento deste tipo de trabalho em equipe? Por que na minha empresa os funcionários não trabalham desta forma? É por que eles não querem? Mesmo depois de diversos treinamentos sobre como trabalhar em equipe e outros treinamentos motivacionais minha equipe não aprende. Será que eles são ruins?

Peter Sholtes no “Manual do Líder” aborda de maneira simples e extremamente inteligente esta questão. O autor afirma que é função dos gerentes ajudarem a equipe a se desenvolver e a se sustentar, criando um ambiente em que esse trabalho possa florescer.

Quando os gerentes não entendem os sistemas, o fluxo ideal de trabalho e a importância da equipe e dos relacionamentos no local de trabalho, eles acabam tomando ações que conturbam o trabalho em equipe e o fluxo ideal de trabalho. Sholtes cita o livro Flow de Mihali Czikszentmihalyi (1990) que oferece um gráfico sobre as condições necessárias para se criar e sustentar que o fluxo de trabalho ideal dento da organização.

Qual o desafio para trabalho em equipe?

O desafio para um gerente de primeira linha é manter sua equipe dentro do canal de fluxo. O gestor deve manter um nível adequado de desafio para evitar o tédio, pois muitas pessoas sentem-se desmotivadas quando são alocadas para a realização de tarefas que tem grau de desafio muito abaixo de seus níveis de habilidade. Porém se o líder abusar e colocar um grau de exigência maior do que a equipe suporta, sua equipe irá ficar ansiosa e não irá entregar o resultado possível.

À medida que a equipe evolui o gerente deve ficar atento à maneira pela qual irá aumentar o grau de desafio e habilidade da equipe, para que ela seja capaz de alcançar a excelência. Na ausência de desafio, por melhor que seja a equipe, provavelmente haverá a perda da harmonia do fluxo de trabalho. O mesmo aplica-se para um desafio muito elevado.

Para alcançar a excelência, o gestor deverá se preocupar em elevar a habilidade do time e elevar o sarrafo das metas. Para isto, o gestor deverá atuar como um professor, focando sua equipe no método de trabalho e não apenas no resultado. Se os objetivos são conquistados na base da tentativa e erro, por melhor que sejam os resultados num ano, o gestor não conseguirá garantir o mesmo resultado no ano seguinte e, ao ser forçado a prometer isto, irá levar sua equipe para níveis de ansiedade e desconforto muito alto, fazendo com que atinjam resultados menores que no ano anterior. A sacada para o sucesso é a consistência e o treinamento constante, não deixando que com a ansiedade da sua empresa passe aos seus funcionários.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *