Premissa de projetos: como usar?

Premissa é aquilo que se refere ao conteúdo, e informações essenciais que servem de base para um raciocínio ou então para um estudo que levará a uma conclusão.

Mas e quanto a premissa de projetos? Como determiná-las? Qual sua importância? Continue acompanhando nosso artigo de hoje para saber mais a respeito.

Premissa projetos

Tanto premissas, quanto restrições, são limitações ao planejamento do gerente, ou seja, são fatores que devem ser considerados na hora de elaborar os planos de gerenciamento de projeto.

As premissas de um projeto são fatores associados ao escopo, os quais são assumidos como verdadeiros, reais ou certos, sem a necessidade de prova ou demonstração. Isso é determinado desta  forma para o andamento do projeto.

São sentenças consideradas como verdades que não podemos necessariamente comprovar, pois elas dependem de fatores externos.

Entretanto, ao determinar as premissas de forma imprecisa o projeto pode ser colocado em risco.

Restrições

Restrições podem ser definidas como limitações internas ou externas ao projeto.

As principais restrições podem, fazer referencia a obrigatoriedade de se realizar uma tarefa especifica ou a maneira como um trabalho deve ser realizado por uma equipe.

O estado e a qualidade de um determinado serviço é uma das restrições mais acompanhadas na gestão de projetos. Essas restrições são importantes pois afetam diretamente a viabilidade e desempenho do produto final.

Por que usar premissas e restrições em um projeto?

Como falamos no anteriormente, as premissas são comumente utilizadas na etapa de planejamento, fundamentais para dar uma base sólida ao gerente, mostrando suas possibilidades de escolha.

Após o realizar um levantamento das premissas, o segundo passo é efetuar um acompanhamento rigoroso. Verificando se as informações especificadas se tornarão de fato realidade.

Fazendo isso, o gerente saberá exatamente o que deve ser feito para prover o devido aproveitamento das oportunidades e a mitigação das ameaças.

As restrições, por sua vez, são utilizadas para garantir que um projeto seja executado de acordo com os limites estabelecidos.

É importante lembrar que um projeto pode ser executado de inúmeras maneiras, e registrar os processos de escolha e os motivos que levaram o gerente de projetos a tomar um determinado caminho não é nada fácil.

Por isso é preciso definir qual o caminho específico deve ser seguido, descrevendo algumas situações que possam esclarecer o que deve ser realizado.

Além disso, as restrições também são utilizadas para garantir que os documentos do plano do projeto sejam cumpridos, como cronograma, plano de custos, entre outros.

 

Quer continuar aprendendo mais sobre projetos de melhoria?

Baixe nosso eBook: Liderando projetos Lean Six Sigma e mais sobre projetos Lean Six Sigma.

 

 

No votes yet.
Please wait...
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da conversa?
Deixe sua opinião! :)

Deixe uma resposta