Saiba o que é Poka Yoke e aprenda a prevenir erros em processos

Você já deve ter ouvido que “errar é humano”, não é mesmo? E se os equívocos do dia a dia pudessem ser evitados? Na verdade, essa é a função do Poka Yoke. Embora esse nome seja um tanto diferente, a ideia que ele transmite faz parte do cotidiano das pessoas, seja em casa, seja nas empresas.

Quando alguém conecta um cabo USB no computador ou vai abastecer uma moto, por exemplo, o Poka Yoke existe, apesar de nem sempre ser notado por quem o utiliza. Em alguns casos, tal mecanismo faz com que determinados aparelhos sejam “intuitivos”, ou seja, podem ser manuseados pelas pessoas sem a necessidade de conhecimento aprofundado sobre a tarefa em questão.

Quer saber mais sobre essa ferramenta e como ela pode melhorar os resultados das empresas? Então, continue acompanhando!

eBook – Lean Manufacturing, tudo que você precisa saber!

As metodologias Lean e Seis Sigma são bastante utilizadas pelas empresas no mercado atual. Porém, muitos profissionais ainda têm dúvidas sobre cada uma, como funcionam e o que difere as duas filosofias de gestão.





Capa eBook - Lean Manufacturing, tudo que você precisa saber!

O que é Poka Yoke?

O termo japonês Poka Yoke surgiu no contexto na implantação do Sistema Toyota de Produção, também conhecido como Lean Manufacturing ou Manufatura Enxuta. Numa tradução livre, Poka Yoke quer dizer “à prova de erros”.

Tal mecanismo de prevenção de falhas foi desenvolvido pelo engenheiro Shigeo Shingo (1909 – 1990), que pretendeu criar uma maneira de reduzir ou eliminar equívocos causados por humanos ao longo dos processos de produção.

Embora não tenha sido a concepção original de Shingo, a ideia do Poka Yoke também chegou a ser associada à expressão “à prova de idiotas ou de burros”. Porém, a frase pejorativa não teve destaque, de modo que a proposta de prevenção de erros prevaleceu.

Seja qual for a interpretação, o fato é que o Poka Yoke se tornou uma forma simples e eficaz de evitar falhas no manuseio de uma série de equipamentos, de um mero plug de tomada a um complexo sistema de inspeção de peças numa fábrica.

Quer saber como? Pois, então, você já se deparou com uma situação em que existia somente uma alternativa para se fazer determinado procedimento? Se sim, saiba que são grandes as chances de você ter utilizado um dispositivo Poka Yoke no seu a dia a dia.

Por exemplo, quando uma pessoa vai conectar cabos RCA num televisor, as cores dos fios (amarelo, vermelho e branco) coincidem com as cores das entradas ou das saídas de áudio e vídeo, justamente para que o indivíduo não se confunda na hora de realizar a tarefa.

Além disso, em alguns modelos de motocicletas, o piloto só pode retirar a chave da tampa do tanque de combustível quando essa estiver totalmente fechada.

Enquanto em algumas situações o Poka Yoke pode proporcionar agilidade e comodidade nas tarefas, em outras ele contribui para maior segurança dos procedimentos bem como para a conformidade das mercadorias e dos processos aos padrões de qualidade das empresas.

Que tipos de Poka Yoke existem?

De acordo com o tipo de tarefa que se vai realizar, existe um tipo de Poka Yoke mais adequado para prevenir as falhas humanas.

É bem verdade que, antes da implantação de um mecanismo com essa finalidade, a empresa deve conhecer o erro em questão e as causas que levam a esse equívoco.

Em seguida, ela deve buscar soluções para resolver esse problema. Na sequência, é necessário testar a eficácia do dispositivo desenvolvido.

Caso ele se mostre confiável e realmente impeça as possíveis falhas, é hora de implementá-lo no processo produtivo.

Nesse caso, é importante que a organização documente as informações relativas à criação desse dispositivo, para que possa haver padronização no interior da empresa, além de facilitar uma possível replicação do método em outras unidades.

Agora que você já sabe disso, vamos tratar especificamente dos tipos de Poka Yoke. Em geral, podem ser listados dois grupos principais de mecanismos, como você pode ver a seguir.

Poka Yoke de Prevenção

O ditado popular diz que “prevenir é melhor do que remediar”. Nos processos fabris, essa máxima tem razão de ser, uma vez que a prevenção de falhas reduz custos de retrabalho e desperdícios, além de contribuir para a satisfação do cliente.

Nesse sentido, um Poka Yoke de prevenção tem como objetivo impedir que determinado erro ocorra. Logo, ele age na causa do equívoco, de modo a eliminá-la.

Por exemplo, uma máquina pode exigir o cumprimento de determinados requisitos para que possa funcionar de fato.

Poka Yoke de Detecção

No Poka Yoke de detecção, via de regra, a mercadoria já foi produzida. No entanto, ela precisa passar por alguns dispositivos existentes na linha de montagem para que haja uma triagem de peças.

Conforme o tipo de mecanismo adotado pela empresa, o Poka Yoke de detecção pode ser dividido em: de controle e de advertência.

No primeiro caso, o processo produtivo é parado até que haja a solução do problema, já no segundo, há uma notificação para o operador, por exemplo, um alarme ou um sinal visual, de que existe algo fora dos padrões.

Cabe salientar que, conforme a literatura pesquisada, é possível encontrar outras classificações, por exemplo, Poka Yoke de Contato, em que a forma de um objeto é utilizada para expressar o erro ou certificar o procedimento correto, e Poka Yoke de Etapas, o qual pressupõe a realização de atividades em sequência, em que uma é pressuposto para outra.

Quais as vantagens de se prevenir falhas?

Um dos grandes desafios das organizações é conciliar produtividade com qualidade. Quando determinado processo depende da participação humana, a velocidade com que se realizam as tarefas geralmente impacta o êxito do trabalho desenvolvido. Quem nunca ouviu dizer que “a pressa é inimiga da perfeição”, não é mesmo?

Contudo, essa máxima não se encaixa no contexto de competitividade em que vivem as empresas. Por esse motivo, as companhias precisam lançar mão de mecanismos que agilizem os processos, mas sem perder de vista a conformidade aos padrões estabelecidos.

Nesse sentido, o Poka Yoke contribui de forma significativa para a prevenção de falhas, principalmente, quando o indivíduo passa por algum momento de desatenção.

Note que, muitas vezes, a pessoa tem conhecimento teórico e prático sobre o processo, ainda assim, não está totalmente imune a erros.

Portanto, quando a empresa cria mecanismos para impedir as falhas, ela evita desperdícios e torna-se mais competitiva.

Afinal, ao evitar perdas ao longo da cadeia produtiva, o negócio passa a ter custos menores e, por consequência, pode oferecer preços mais atrativos aos clientes.

Gostou de conhecer a ferramenta Poka Yoke? Que tal se aprofundar em outras técnicas do Sistema Toyota de Produção? Ao realizar o curso Lean Manufacturing da Escola EDTI, o aluno aprende uma metodologia para diagnóstico dos desperdícios e implementação do Lean. Faça a sua matrícula clicando aqui, e adquira essas competências!



0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *