TODOS OS CURSOS DA EDTI POR R$ 169,90/MÊS.
INCLUINDO GREEN E BLACK BELT!!
Comece agora e cancele quando quiser.
gerente de projetos

Confira essas dicas e entenda as melhores habilidades de um gerente de projetos!

por Marcelo Petenate
publicado em | atualizado em

O conceito e a aplicação de gerenciamento de projetos é algo relativamente novo dentro do segmento corporativo. No entanto, o papel do gerente de projetos tem se mostrado tão importante que esse cargo vem sendo cada dia mais cobiçado por grandes profissionais.

Afinal, através dessa atividade é possível ter um controle mais rígido sobre todas as etapas de produção dentro da empresa, o que é ideal para aumentar a produtividade e, consequentemente, o lucro das companhias.

Sabendo disso, criamos aqui um artigo completo com tudo que você precisa saber sobre esse tema que pode revolucionar o método de trabalhar da sua empresa. 

Desse modo, você poderá construir uma cultura de gestão muito mais assertiva. Continue acompanhando e descubra muito mais sobre as responsabilidades do gerente de projetos.

Qual o papel de um gerente de projetos?

Qual o papel de um gerente de projetos?

Entre as responsabilidades do gerente de projetos estão o planejamento, execução e acompanhamento de um projeto.

Em outras palavras, o gestor de projetos é o profissional que acompanha todo o desenvolvimento e implantação de processos da empresa, desde a fase inicial até a análise dos resultados finais.

Sendo assim, é fundamental que ele seja uma pessoa proativa, com amplo conhecimento sobre as etapas de produção e com diversas ideias para implementar a melhoria contínua dentro da corporação.

Nesse cenário, é necessário que ele possua habilidades e competências específicas para motivar a sua equipe, promover a comunicação entre ela e ainda ter paixão por novos desafios.

Além disso, acima de tudo o gerente de projetos precisa ser responsável e comprometido com prazos, tendo em vista que correr contra o tempo é algo que está no dia a dia de quem trabalha dentro dessa área.

Quais são as habilidades e competências necessárias para o gerente de projetos?

Quais são as habilidades e competências necessárias para o gerente de projetos?

A formação que um gerente de projetos precisa ter não é específica. Basta possuir um amplo conhecimento nos processos de qualidade que podem auxiliar a rotina corporativa de uma companhia. 

No entanto, dentro do perfil dessa profissão existem algumas competências e habilidades de um gestor que são essenciais para desenvolver uma liderança de sucesso. Confira quais são elas abaixo!

Comunicação

A comunicação é o ponto fraco de muitos projetos, portanto, é sempre válido lembrar que ela é uma das principais habilidades esperadas de um gerente de projetos. Afinal, é por meio dela que cria-se um processo aberto e transparente de diálogo, com incentivo à troca de ideias e opiniões.

Outro ponto fundamental é ter a consciência do que deve e o que não precisa ser comunicado para a equipe e stakeholders. Caso o gerente de projeto deseje melhorar a produtividade dos seus projetos, então ele precisa trabalhar para ampliar a comunicação na sua equipe.

Para isso, a implementação de processos como feedbacks constantes, reuniões de grupo e dinâmicas podem ser bastante úteis. Através deles é possível estreitar laços e quebrar possíveis barreiras hierárquicas, as quais muitas vezes são criadas por medo e temor das opiniões do gestor. 

Liderança

Um dos maiores erros dentro do mundo corporativo com toda a certeza é a confusão entre líder e chefe. Nesse sentido, um gerente de projetos ideal é aquele que assume o papel de líder, trabalha de maneira engajada com a equipe e está sempre disposto a oferecer toda a ajuda necessária para o seu grupo.

Tendo isso em vista, é fato que nem todos nascem sabendo liderar. Porém, todos podem desenvolver a liderança, seja através de cursos na área ou com a aquisição de habilidades pessoais relacionadas a esse perfil. Sendo assim, quem deseja ingressar nessa área pode preparar-se previamente, adquirindo essa soft skill.

Uma grande diferença entre um líder e um chefe é que o último precisa usar o seu cargo e outras formas de organização hierárquica para conseguir que os outros colaboradores o ajudem em alguma tarefa.

o líder tem o poder de persuasão e consegue apoio das pessoas ao seu redor pelo carisma e respeito com que trata a todos e não pelo medo dos seus subordinados.

Não podemos nos esquecer que ele, além de mobilizar pessoas, trabalha em prol da causa. Tendo o mesmo objetivo, ele é o sujeito que mostra o caminho e que puxa os demais.

Ser um bom líder significa também conhecer os membros da sua equipe e saber encaixá-los nos projetos certos, de acordo com as suas competências e habilidades.

Habilidades analíticas

As habilidades analíticas estão diretamente relacionadas à capacidade de avaliar fatos e, através deles, obter todas as informações desejadas. 

O bom gerente de projetos deve identificar problemas, propor soluções a equipe, agir quando é necessário e principalmente liderar o seu time rumo ao sucesso. Afinal, é ele o responsável por fazer tudo acontecer.

Para se tornar um gerente de projetos maduro é preciso ter personalidade e energia suficientes para entender os problemas e agir na hora e da maneira necessária

Na maioria das vezes será preciso fazer alguns sacrifícios e tomar decisões em condições não muito favoráveis. Sendo assim, é fundamental ter conhecimento e embasamento teórico para escolher caminhos justos e viáveis. 

Nesse sentido, para ingressar dentro desse ramo é bacana ter um psicológico bem preparado, bem como capacidade de lidar com pressões internas e externas.

Desse modo, as cobranças dos superiores e da próxima equipe serão bem administradas e transformadas em motivação para continuar firme dentro do projeto, utilizando essas habilidades de análise para separar problemas pessoais dos profissionais, bem como para trazer respostas satisfatórias sempre que necessário.

Gestão de crises

O gerente de projetos deve sempre se antecipar à crise. Sendo assim, uma das habilidades mais importantes que o gerente de projetos necessita desenvolver é a capacidade de mapear os possíveis riscos nos quesitos mais importantes para o cliente e ter um plano para evitá-los.

No entanto, é preciso ter em mente que mesmo depois de identificar todos os riscos e prever possíveis momentos de gargalos, ainda assim as crises acontecerão. 

Nessa hora, vai ser exigido que o gerente de projetos consiga ter sobriedade o suficiente para contornar esses momentos difíceis e colocar tudo novamente nos trilhos.

No meio de uma crise, uma equipe bem treinada ajuda bastante. Nesse sentido, é muito importante que o gestor esteja preparado para lidar com essa responsabilidade e para fornecer ao seu grupo todo o suporte para que esse momento delicado seja superado.

Disciplina

Gerenciar um projeto implica ter que controlar uma série de variáveis simultâneas, as quais demandam atenção e são fundamentais para o sucesso do programa. Alguns exemplos são o controle de evolução de escopo, a gestão de custos e a adequação na alocação de recursos.

Estes exemplos de tarefas constantes de um gerente de projetos exigem boa organização de tempo e uma disciplina de excelência. 

Nesse cenário, saber gerenciar várias tarefas ao mesmo tempo é uma habilidade essencial, tendo em vista que muitas vezes esse profissional terá que administrar diversos projetos simultaneamente.

Para adquirir essa skill pode-se optar por realizar treinamentos e até mesmo cursos da área. Desse modo, além do desenvolvimento pessoal, aprende-se também técnicas teóricas que podem ser de grande ajuda em momentos de dificuldade.

Negociação

A palavra “negociação” é praticamente sinônimo de gerência de projetos. Você, o tempo todo, tem de lidar com diferentes interesses, buscar um acordo que seja satisfatório para ambas as partes, convencer pessoas a fazer o que não querem, pedir mais prazo ou recursos para determinada tarefa, e por aí vai.

Como os recursos são escassos e não necessariamente todos os envolvidos têm a mesma dose de empenho, buscar atender interesses individuais e extrair o maior resultado possível dentro das condições apresentadas pode exigir um bocado da sua capacidade de negociar.

Em cada situação, veja o que pode ser feito e como gerenciar os recursos da forma mais produtiva possível. Converse com as pessoas, para atender aos interesses dos outros, de maneira a também proporcionar resultados para o seu projeto.

Abuse da flexibilidade e tente sempre manter uma relação amistosa com todos ao seu redor, de forma que o vejam como um facilitador e saibam que podem sempre contar com você. Dessa maneira, quando precisar negociar termos e condições mais delicadas, a conversão não vai ficar tão complicada para o seu lado.

Uma boa base de conhecimentos

Como citamos no início deste tópico, o gerenciamento de projetos não trabalha com nenhuma formação específica. 

No entanto, esse fato não é sinônimo de que o profissional dessa área não deve investir em sua carreira acadêmica. Ao contrário, para executar todas as funções e adquirir as características citadas acima é necessário ter um forte embasamento teórico. 

Nesse sentido, o profissional da gestão de projetos deve investir em diversos cursos de qualificação, os quais abrangem áreas semelhantes a sua atuação. Com isso, conseguirá adquirir uma base para apoio em momentos de dificuldade ou crise, trabalhando dentro de uma linha que oriente suas ações. 

Atualmente existe uma série de materiais e cursos que podem ser bem bacanas para quem trabalha nessa área. Abaixo citamos algumas delas, bem como mais alguns passos para quem deseja se tornar um gerente de projetos. Continue acompanhando!

Como desenvolver habilidades para se tornar um bom gerente de projetos?

O cargo de gestor de projetos pode ser assumido por profissionais com formações diversas. No entanto, certificações extras são uma ótima forma de estar apto para exercer o papel de maneira qualificada. 

Ou seja, um profissional dessa área pode ser formado desde um bacharelado em administração até a área de engenharia de produção. 

No entanto, cursos de especialização em áreas semelhantes podem ser bem úteis para que haja um entendimento maior sobre a melhoria de processos, campo essencial para que o gestor de projetos exerça sua função corretamente. 

Abaixo, separamos algumas sugestões de cursos que podem ser bem interessantes para quem trabalha nessa área:

Curso em Black Belt

O Black Belt é uma ótima certificação para profissionais que desejam deter conhecimento máximo do método Seis Sigma. 

Além de aprender sobre a metodologia, os Black Belts são capazes de orientar e liderar projetos complexos responsáveis por darem retornos financeiros substanciais às suas organizações.

Além disso, eles passam a enxergar processos de novas formas, facilitando a visualização dos problemas e gerando uma tomada de decisão mais assertiva e rápida.

Dentro do curso são aprendidas técnicas importantes da metodologia Seis Sigma, bem como características essenciais aos gerentes de projetos.

Curso de gestão da qualidade 

Dentro da área de gerenciamento de projetos, um dos principais estudos está relacionado às ferramentas de gestão da qualidade. Ou seja, áreas como ferramenta Kanban, Kaizen e Lean são usadas constantemente para acompanhar processos e torná-los mais enxutos. 

Sendo assim, ter um curso na área de gestão da qualidade, seja técnologo ou especialização, é uma ótima ideia. Por meio dele é possível aprender de maneira aprofundada os conhecimentos que podem ajudar durante o dia a dia da profissão, fazendo com que as etapas de produção ocorram de maneira correta.

Além disso, se você gostou das características dessa profissão e acredita que seu perfil se encaixa com as qualificações solicitadas na área, precisa entender que para ingressar nesse ramo é necessário passar por uma série de processos. 

Gerente de projetos: entenda o que fazer para se tornar um 

Comumente a vaga de gestão de projetos é anunciada dentro das empresas no formato de recrutamento interno. Ou seja, colaboradores que já fazem parte do quadro de funcionários recebem a oportunidade de pleitear um cargo maior, assumindo novas funções e ganhando o tão desejado aumento salarial. 

No entanto, só será possível ser escolhido para essa vaga caso durante o dia a dia da corporação o funcionário se mostre proativo e sinonímico as características apresentadas anteriormente. 

Sendo assim, caso o seu desejo seja atuar dentro desse nicho, vale trabalhar com muita qualidade durante todo o tempo, mostrando sempre o melhor que você tem a oferecer. Além disso, demonstrar as competências citadas acima em situações diárias é bem bacana para mostrar o perfil de liderança que esse cargo exige. 

Além disso, vale ressaltar que muitas vezes a gestão de projetos não se trata de uma área específica e sim de uma função designada aos que já ocupam cargos de administração. 

Portanto, caso você se identifique com essa área, vale comunicar e deixar bem claro ao setor de RH, pois caso uma oportunidade semelhante surja, será mais fácil ser notado dentro da empresa.

Com todas essas dicas, com toda a certeza você já conseguiu decidir se a área de gerenciamento de projetos faz sentido com o que você está procurando para a sua carreira. Caso a resposta seja positiva, pode começar hoje mesmo a se preparar para assumir esse tão sonhado cargo.

E se você gosta de estar sempre por dentro dos melhores conteúdos sobre o mundo corporativo, continue acompanhando o nosso blog! Aqui postamos artigos atualizados com todos os temas que você precisa saber para construir uma trajetória profissional de muito sucesso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

[index]
[index]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d<c.length;d++){var e=c[d]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d<c.length;d++){var e=c[d]