Pular para o conteúdo
Você está aqui: Início / Blog / Comparação PDCA e DMAIC: entenda as diferenças entre os métodos

Comparação PDCA e DMAIC: entenda as diferenças entre os métodos

A comparação entre PDCA e DMAIC é quase inevitável, considerando que ambas têm objetivos muito parecidos.

Peças quase obrigatórias em roteiros de melhoria, elas ajudam gestores a decidir com base nas informações levantadas após suas aplicações.

O fato de serem parecidas não significa que funcionam exatamente da mesma maneira.

A escolha sem critérios pode ser contraproducente, levando em conta que há diferenças fundamentais em termos de complexidade.

Se escolhemos uma ferramenta difícil demais para ser usada, vamos perder tempo, além de correr o sério risco de usá-la de maneira errada.

Ou, se ela for simples demais para um problema complexo, o risco passa a ser o de aplicar uma solução inócua.

Para que você saiba como escolher com sabedoria, preparamos este texto.

Acompanhe atentamente até o final e veja como conduzir melhor os seus futuros projetos.

pdca e dmaic

Comparação entre PDCA e DMAIC: quais as diferenças?

Imagine uma pia entupida.

Nesse caso, é bastante provável que um simples desentupidor caseiro seja suficiente para dar conta do problema.

A coisa já muda de figura quando se trata de um ralo entupido, porque são grandes as chances de que esse entupimento seja mais profundo, demandando talvez até a limpeza da caixa de gordura.

A grosso modo, esta analogia ilustra como as ferramentas PDCA e DMAIC têm uma relação parecida.

Embora o resultado final seja praticamente o mesmo, são soluções diferentes, escolhidas em razão da complexidade do problema a ser solucionado.

De qualquer forma, ambas são instrumentos de análise, pelos quais podem ser feitas melhorias a partir da detecção de um gargalo ou entrave à produção.

Veja na sequência como cada uma deve ser aplicada.

O que é PDCA?

Planejar (Plan), Agir (Do), Check (Verificar) e Adjust (Ajustar) são as quatro etapas que compõem o ciclo PDCA.

Aplicável em processos que demandem constantes verificações de conformidade, é uma ferramenta bastante usada para correções na fabricação dos mais variados produtos.

É, portanto, uma forma de implementar a melhoria contínua: por ser cíclica, leva ao aperfeiçoamento constante.

O PDCA foi desenvolvido nos anos de 1920, pelo físico Walter Andrew Shewhart, que ficou conhecido como o pai do controle de qualidade.

Sua criação é até hoje uma das ferramentas mais utilizadas pelas empresas para implementar a filosofia Kaizen, e um dos principais motivos para isso é a sua simplicidade.

É por isso que, em geral, o ciclo PDCA não é indicado para solucionar problemas que demandam um tratamento de urgência, até porque uma de suas finalidades é a melhoria contínua.

Vantagens do PDCA

Se comparado com o DMAIC, o ciclo PDCA apresenta de cara a vantagem de ser bem mais simples de implementar.

Além de ter menos etapas, ele usa menos ferramentas estatísticas, que demandam cálculos demasiadamente complexos.

Por ser mais ágil, é também uma ferramenta mais indicada para controle de qualidade que exija revisões permanentes.

Também é mais adequado para encontrar causa-raiz em situações que demandem algum nível de criatividade.

O DMAIC, nesse aspecto, é menos flexível, não abre tanto espaço para pensar fora da caixa.

Em razão da sua simplicidade, é também mais fácil de ser absorvido pelas pessoas envolvidas em sua implementação, caso elas ainda não tenham conhecimento da ferramenta.

Dessa forma, o PDCA é recomendado para treinamentos visando a formação de líderes capazes de implementar ações de melhoria.

O que é DMAIC?

O salto de qualidade proporcionado pelo DMAIC está no detalhamento de cada uma de suas etapas:

  • D (Definir)
  • M (Mensurar)
  • A (Analisar)
  • I (Melhorar)
  • C (Controlar).

Lembrando que essa é uma ferramenta criada nos anos 1950 por outro expoente da gestão de empresas, o estatístico William Edwards Deming.

É por isso que o DMAIC tem uma forte ligação com a estatística, utilizando em suas análises a amostragem de dados, análises multivariadas e outros tipos de cálculo.

Isso faz com que ela seja utilizada em roteiros de melhoria que demandem análises mais profundas de processos complexos.

Não por acaso, o DMAIC é tratado por alguns especialistas como a evolução do PDCA, em razão da aplicação sistemática de fórmulas e cálculos estatísticos avançados.

Vantagens do DMAIC

Por ser uma ferramenta que implica a utilização de outras ferramentas estatísticas, o DMAIC é ideal para destrinchar problemas cuja causa seja difícil de detectar.

Diferentemente do PDCA, em que se parte de uma causa raiz conhecida, o DMAIC ajuda a detectá-la, em razão da maior profundidade das suas etapas.

Na etapa de Analisar, por exemplo, são usadas ferramentas como Análise de Falha (FMEA), Diagramas de Dispersão e Testes de Hipótese.

Nada disso se aplica no PDCA, que é fundamentalmente um guia de ações de melhoria, embora também conte com seus próprios instrumentos.

Quais as semelhanças entre PDCA e DMAIC?

A principal semelhança entre PDCA e DMAIC é que ambos são usados como instrumentos de melhoria contínua.

Eles podem ser igualmente aplicados desde a mais sofisticada indústria de transformação a um simples empreendimento individual, desde que haja pessoas qualificadas para isso.

São também ferramentas usadas essencialmente para corrigir problemas e falhas em processos, o que em consequência leva ao aumento da qualidade.

Então, se na sua empresa a meta é elevar o padrão de seus produtos ou serviços, tanto o ciclo PDCA quanto o DMAIC serão úteis.

👉 Quer entender ainda mais a fundo o que é a melhoria contínua? Confira neste e-book grátis desenvolvido pelo time da EDTI!

pdca e dmaic

Quais as diferenças entre PDCA e DMAIC?

Como vimos, a diferença marcante entre PDCA e DMAIC é a complexidade.

Por ser mais simples, o ciclo PDCA é também mais versátil, o que facilita sua aplicação em contextos bastante variados.

O DMAIC usa bastante métodos estatísticos, que demandam programas e softwares especializados, como IBM SPSS e IBM AMOS.

Por essa razão, o DMAIC não cai tão bem em problemas de relacionamento, é mais indicado para tratar de processos por uma perspectiva utilitária.

Ele seria, portanto, recomendável para detectar a causa raiz de defeitos em larga escala.

Comparação PDCA e DMAIC: qual método usar?

O principal critério que deve ser considerado ao escolher PDCA ou DMAIC é o próprio nível de conhecimento que se tem sobre cada ferramenta.

Outro critério importante é a causa raiz.

Não sendo tão útil para encontrá-la, o PDCA não é indicado quando não se tem conhecimento sobre esse fator.

Em razão da sua simplicidade, o PDCA é mais indicado para engajar as pessoas, já que é mais inclusivo.

Por outro lado, o DMAIC é uma ferramenta mais completa, permitindo análises minuciosas sobre problemas de maior envergadura.

Como aprender mais sobre PDCA e DMAIC?

Apesar das diferenças em termos de complexidade, ambas as ferramentas requerem pessoas preparadas para serem corretamente implementadas.

Você pode ser o profissional que as empresas buscam para isso, qualificando-se como especialista Green Belt em Lean Six Sigma na Escola EDTI.

No curso, você aprende a executar todas as etapas do DMAIC, junto com os seus principais instrumentos e ferramentas.

E se quiser se especializar para estar à frente de diversas equipes, então não deixe de conhecer o curso Black Black Belt em Lean Six Sigma para dominar o DMAIC em um nível ainda mais avançado.

Conclusão

A comparação entre PDCA e DMAIC é bastante comum, mas como vimos, há diferenças consideráveis entre essas ferramentas.

Não surpreende que as grandes empresas estejam o tempo todo procurando profissionais que saibam aplicá-las, tendo em vista que ambas tratam da melhoria contínua.

Chegou a sua chance de ser um deles.

Matricule-se nos cursos presenciais e EAD da EDTI e seja um profissional disputado no mercado de trabalho.

E para complementar esta leitura, confira o infográfico do roteiro DMAIC feito pelos especialistas da EDTI!

Deixe um comentário

Inscreva-se em nossa newsletter

E receba por email novos conteúdos assim que forem publicados!

Desenvolvido por: